Reconhecimento da Santidade: O processo de Canonização 

"Nos processos de beatificação e canonização, tomam-se em consideração os sinais de heroicidade na prática das virtudes, o sacrifício da vida no martírio

e também os casos em que se verificou um oferecimento da própria vida pelos outros, mantido até à morte. Esta doação manifesta uma imitação exemplar de Cristo, e é digna da admiração dos fiéis".

Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate

Já em vida Padre José Marchetti gozava de fama de santidade pela sua doação à serviço do próximo, principalmente em favor dos migrantes, e pelo seu grande amor a eucaristia. 

No centenário da morte do Padre Marchetti, em 24 de junho de 1996, o Superior Geral dos Missionários de São Carlos Borromeo, Scalabrinianos, padre Luigi Favero, e a superiora Geral das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo, Scalabrinianas, Madre Lice Maria Signor, comunicaram aos membros dos respectivos institutos a intenção de introduzir a causa de Canonização de Padre José Marchetti. 


Em outubro de 1996 foi nomeado como postulador da causa padre Ennio Guglielmo Bellinato e em fevereiro de 1997, Irmã Blandina Felippelli, mscs foi nomeada vice-postuladora. 


Em 05 de maio de 2000 teve lugar a abertura do processo em São Paulo, e ao padre José Marchetti se atribui o título de "Servo de Deus". 


Após, aproximadamente dois anos, em 28 de novembro de 2001 se dá o fechamento do processo diocesano e toda a documentação referente ao Servo de Deus é enviada à Congregação das Causas dos Santos, em Roma.

Fase Arquidiocesana

"Deo Gratias!"

Fase Romana do Processo

Em 25 de abril de 2002 padre Ennio Guglielmo Bellinato foi nomeado postulador da causa e em maio do mesmo ano foi nomeado vice-postulador o padre Sisto Caccia. Em 21 de fevereiro a Congregação das Causas dos Santos, emitiu o Decreto de validade do Processo diocesano realizado em São Paulo. Após esta declaração o postulado iniciou a preparação da “Positio super vita, virtutibus et fama sanctitatis” que resultou em dois grandes volume de mais de 1.000 páginas cada um.
O primeiro volume contém todos os dados históricos e geográficos relativos à vida de padre José Marchetti e o segundo trata das virtudes vividas heroicamente pelo Servo de Deus.
Em 30 de março de 2012, padre Gabriele Bentoglio foi nomeado postulador geral da Congregação dos Missionários de São Carlos Borromeo, scalabrinianos, documento ratificado em 07 de julho de 2012, pela Congregação das Causas dos Santos.
Em 31 de outubro de 2015 aconteceu em Roma o Congresso dos teólogos das Congregação das Causas dos Santos que apresentaram algumas questões ao postulador. Dirimidas estas dúvida, os teólogos fizeram nova reunião em 21 de janeiro de 2016, desta vez o resultado foi altamente positivo: os nove teólogos deram seu parecer afirmativo sobre a heroicidade das virtudes vividas pelo Servo de Deus, padre José Marchetti.
Em 05 de julho de 2016 na reunião plenária dos membros Cardeais e Bispos da Congregação das Causas dos Santos, também deram parecer positivo à vivência heroica do padre Marchetti.
Em 08 de julho de 2016, o Papa Francisco recebeu em audiência Sua Eminência Revma. O Cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação das Causas dos Santos que autorizou a Congregação a promulgar o decreto referente às virtudes heroicas do Servo de Deus padre José Marchetti, sacerdote professo da Congregação dos Missionários de São Carlos – Scalabrinianos, declarando-o assim Venerável, ou seja digno de ser venerados pelos fieis da santa Igreja.

© 2019 por Postulação.      

Desevolvido por Felipe Silva

  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social